terça-feira, 31 de agosto de 2021

Mulher

 







Uma simples mulher,

De uma cidade qualquer,
Num bairro qualquer,
Num lugar qualquer,
Como todas as Marias...

Era rosada na alma,
Mulher no íntimo,
Feminina na essência,
Parecia atrevida...
Corajosa invejável...

Enfrentava o impossível,
Sem embargo, era tímida,
Insegura, frágil, meiga,
Ganhava coragem, 
Só o Amor podia lhe dar!



No mês de Agosto....

em que se relembra e valoriza à Lei Maria da Penha, em seus quinze anos, a violência emocional se faz presente e eu a apresentei de diversas maneiras no mês, valorizei a Violência Emocional (considero a mais traumática, pois a dor física passa com o tempo, com exceção da morte ou traumatismos físicos que deixam sequelas físicas visíveis, como tatuagem).

Abaixo está a capa de uma Antologia que participei com dois contos sobre o tema:








5 comentários:

  1. Tens razão: a violência não aprente pode causar mais danos do que a física. Linda,forte poesia! beijos, chica

    ResponderExcluir
  2. Totalmente contra qualquer violência verbal ou física seja contra quem for.
    .
    Cordiais cumprimentos
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  3. Bom dia, Rosélia!

    Um grande problema a ser resolvido, que nos abalam profundamente. Situações que nunca gostaríamos nem que chegassem até pessoas próximas a nós. Mas chegam...

    Todavia, o propósito de vencer permanece. A gratidão pelo avanço, comemoramos.

    E para o caos que teima em continuar, espelhemo-nos na força e coragem ddAquele que nos orienta e dirige os passos.

    Elogio, uma vez mais, Rosélia, a extensão do seu amor e sensibilidade pela causa.

    Beijo!!

    Renata e Laura

    ResponderExcluir
  4. A violência nunca é justificável, a não ser em legítima defesa.
    Que as coisas mudem na cbeça dos homens, afinal, somos nós, as mulheres, que os educamos!

    ResponderExcluir
  5. Post extremamente pertinente!
    A violência, seja ela de qual natureza for, contra as mulheres, é terrível e assustadora!
    Há de se estar atento, há de ter punição, proteção as mulheres!
    Ainda que a passos lentos, a Lei Maria da Penha, vem com o propósito de ajudar! Comemoremos!
    Beijinhos
    Valéria

    ResponderExcluir