terça-feira, 28 de setembro de 2021

Em Estado de Anestesia



Dias não maravilhosos,

com tempestade nos olhos,
com lágrimas tão densas,
tão dolorosas e sofridas,
regam todo meu ser castigado,
são o invólucro da minh'alma. 

Saio a caminhar chorando,
vou ao encontro do Mar Sagrado,
ele também chora comigo,
peço-lhe lavar meu eu,
vaja meu pranto enxugando.

Desço até à beira d'água,
vou deixando as marolas
umedecerem toda minha dor,
à Rainha do  Mar, apiede-se,
lave minhas lágrimas de Amor.

Deixo-me lavar, pés e pernas,
águas Sagradas tem o sal da cura.
Caminho debulhando lágrimas,
ninguém me percebe, uso máscara,
óculos escuros, ando normalmente,
de aparências, vivem muitos, bem sei.

Vou prosseguindo meus passos,
numa praia, noutra e noutra mais,
são três praias percorridas,
Deus Trino caminha comigo.

Dou meia volta, o mar me refaz,
menos angustiada, volto para o lar,
não menos sofrida, dolorida.
Eles me energizaram outra vez:
voltei lavada, purificada, limpa,
no corpo doente e na alma sadia.

Permanecerei em estado de anestesia, 
de oração e das Águas Sagradas do Mar.
Eterna e ternamente, Deus está comigo.
🙏🙏🙏
Quando você passar pelas águas, eu estarei com você; quando passar pelos rios, eles não o submergirão; quando passar pelo fogo, você não se queimará; as chamas não o atingirão. 
(Isaías 43,2)






segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Diurno Festivo

 



No dia aberto,

 límpido

Vi tudo tão claro,

 raro!

Na noite aberta,

A luz da lua

Em seu imenso clarão.

Sem murmúrio...

 

O canto dos pássaros

Tão perto, lá fora!

Criando em mim 

laços de ternura.


Revendo a vida,

Recebendo mil abraços,

Com brandura, de mim.


 Uma das coisas que aprendi é que se deve viver apesar de. Apesar de, se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer. Inclusive muitas vezes é o próprio apesar de que nos empurra para a frente. 

(Clarice Lispector)
Vi o pensamento Aqui...

 


 

 

sábado, 25 de setembro de 2021

Silêncio

 

 

"Fazer poemas é romper muros, derrubar barreiras, deixar sempre a chama acesa para que não restem
dúvidas".


O silêncio é ouro

É sereno,

Harmônico,

Verdadeiro,

Aliviador,

Calmo,

Unificador,

Faz sentir a própria alma,

Clareia o turvo,

Descansa,

É fusão com Deus.

Faz bem!

 

 


 

 

 

 

 

 

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

No silêncio, o Jardineiro Trabalha

 


"O poema e o poeta traduzem, explicam, reiteram, elucidam o que sentimos e não sabemos nomear.
Eles são a eterna chama a nos lembrar que haverá sempre primavera mesmo que o frio e o temor
teimem em nos dizer: Não"

 


Flores belas, atraentes,

Pessoas andantes,

Animais de todos os tipos,

Montanhas,

Matas coloridas,

Campos com ervas verdes.


Estrada,

Caminhos,

Céu azul,

Pássaro e suave canção.


Sol com raios coloridos,

Vale,

Riacho,

Água borbulhante,

Peixinhos a nadarem...


Quantas coisas lindas!

Quem é o Autor?

Mistério!

Só pode ser 

Alguém Sábio e Forte,

Exímio Floricultor.



Uma feliz e abençoada Primavera no 💙 aos amigos do blog...🦋🌹💐🐦




segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Pensamentos Alados

 


"O poeta junta as palavras dando-lhes sentido e sentir, fala de seus sonhos, canta seus amores, chora suas dores, transformando quem o lê, tornando-os eles também
pequenos fachos de luz."



 

Meus pensamentos têm asas,

Voltejam,

Rodeiam,

Balançam-me,

Vão e vem...

 

Meus pensamentos batem asas,

Ruflam,

Dançam,

Atormentam-me,

Vêm e vão...

 

Meus pensamentos esvoaçam,

É o Deus meu

Que passa,

Vai e vem...

Vem e vai...

 

 


 

 

domingo, 19 de setembro de 2021

Amanhece Domingo





Seis horas,

Os pássaros cantam,

Os sinos tocam...


É silêncio ao arredor,

Todos dormem,

Domingo chegou...


Dia de descanso,

Não mais de reunião,

Sem contato com família...


A Pandemia continua,

A saga ainda machuca,

A vida  corre perigo...


Dia de meditação,

De silêncio do 💙,

De esperança renovada.


(Nova variante Mu já chegou em meu Estado).



sábado, 18 de setembro de 2021

Saudade

 

 




 

Como não sentir

Lembrança do que se foi

Por tempo indeterminado...

De um lindo amor?

 

Nasceu com a dor

Da separação dos corpos,

Da união dos corações,

Do desejo do mais...

 

Ah! Saudade dolorida,

 Tão derradeira,

Sem esperança de retorno,

Não há espera da bonança...




sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Sonhei-me

 



Mensagem ou ilusão?

Sonhei...

O aroma das flores,

O melodioso canto 

Dos pássaros...


Pesar no coração,

Estava triste,

Em silêncio,

Ergui a cabeça...


Lágrimas escorriam 

em minha face,

Abracei a melhor amiga:

Abracei-me...


Sorri para ela,

Chorava por nós...

Perdoei-a,

Amei-a,

Ela acordou...




 

quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Plangentes Momentos




 Triste partida,

Sem despedida, 
Interrompida relação 
De tanta cumplicidade,
De tanta ternura,
De tanto Amor...


Maldita dor,
Sem olho no olho,
Dilacerado sentimento
De tanta felicidade,
De tanta doação,
De tanta afinidade...


Diabólica separação,
Vírus da insensibilidade,
Destruindo enlace
De tanta identificação,
De tantos carinhos,
De tanta sintonia...


"A missão da poesia é recuperar os pedaços de nós."



terça-feira, 14 de setembro de 2021

Agruras

 



Sentimentos misturados,

Condoído coração,
Tristonho...

Ao grau máximo,
Por inúmeras vezes,
Incompreendido...

Decepção,
Olhar sofrido,
Tanta dor no ar...

Deus cura, 
Aos poucos,
Lentamente...

Experiência de morte
Um dia será 
Eternamente...

Um dia quiçá
Coração se recupere?
Difícil!

Tantas amarguras,
Incompreensões,
Na alma, lesões...

Internas,
Profundas
Demais...

Só Deus sabe!
Todos desconhecem,
Coração padece...




sábado, 11 de setembro de 2021

Fácil ou Difícil?

 




Nada mais fácil do que sorrir! 

Quando o dia amanhece nublado, 
a tendência é ficar inerte, sombrio, 
rosto enrugado e reflexivo. 

Longe, ares soltos e leves! 

Quando a escuridão 
toma conta do nosso ser, 
um sorriso bem dado, 
com amor, 
torna-se pesado e custoso. 

 É urgente 
lembrarmos da consolação,
logo virá... 

Deixarmos de lado a aridez, 
definitivamente. 

Deus nos dá força necessária, 
dia após dia, 
ainda bem! 

Todavia, nada mais difícil! 




quinta-feira, 9 de setembro de 2021

Da Saudade

 

 



 

Mais um dia de saudade

Do que se foi,

Do que vou reencontrar,

Na eternidade...

Do não prosseguido,

De tudo sonhado em vão,

Do futuro 

Não acontecido...

 

Pelos teus Planos Incompreensíveis...

Pelos teus Projetos Misteriosos...

Por tudo que não me destes

Pela vida afora...

 

Conceda-me, por caridade,

Um olhar inaugural,

A tudo que está a caminho,

Sem me fechar

Aos teus Apelos Sutis

Em prol da minha felicidade.




 

 

quarta-feira, 8 de setembro de 2021

Trançando a Inspiração





Quarto fechado, limpo, arejado,

Perfume de cabelo lavado,
Doce fragância, pós banho,
Suaves músicas no ambiente,
Descanso do corpo e da alma.
Penteio meu cabelo, com calma,
Torneio-o com duas tranças,
Cheirosas e airosas.


Enquanto trançava,
Fui visitada pela boa amiga,
A inspiração de todo dia,
Parei numa delas...
Escrevi versinhos, sentindo seu odor,
Tão gostoso ter leveza no 💙!


A noite caindo devagar e saudosa,
Estamos sós, eu e as tranças,
Elas, enlaçadas...
Eu, desembaraçada,
Leve e solta, delicadamente 
Perfumada de encanto vespertino,
Adentrando no escuro da hora,
No clarão do meu 💙, 
Eternamente enamorado.


segunda-feira, 6 de setembro de 2021

Lágrima Liberta

 




 

Venho do teu coração,

Caio dos teus olhos,

Escondo-me dentro de ti,

Sou apenas uma lágrima...

 

Sou fruto

Do teu coração ferido,

Não entendido,

Zombado...

 

Rolo depressa em tua face,

Não tenho mais coragem

De ficar só em teu coração,

Abandonado...

 

Nada me prende em teus olhos,

Sou caminho doloroso,

Choro triste, preso em teu coração,

Na maioria das vezes...

 

Sou livre!



 

sábado, 4 de setembro de 2021

Indigente

 


 



 

Doente,

Lenta,

Monótona,

Só...


Após golpe profundo,

Chocada,

Desafinada,

Andarilha,

Só...


Para esquecer,

Caminha,

Titubeia,

Só...


Penando,

Sem hora,

Desocupada,

Não como outrora,

Nem canta,

Só...