segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

BC RX 56








1- Qual foi a ultima coisa que lhe envergonhou para valer?

Deixar de pagar contas nas datas certas por displicência do Governo  do Estado do RJ que nos deve 3 meses de salário   bem como o décimo  terceiro .

Fui obrigada a usar limite da conta e  cartão de crédito, pagando juros altos bem como recorrer a empréstimos bancários ...

É vergonhoso demais essa canalhice a que estamos sujeitos os professores aposentados do RJ...

Sem  mais palavras ...

Não gosto de reclamar de salários pois:

A ninguém trateis mal nem defraudeis, e contentai-vos com o vosso soldo.
(Lucas 3,14)

Mais deixar de receber o que nos é de direito... faça-me o favor... é duro!

Ainda bem que:




2- Se o dinheiro não importasse, qual seria seu trabalho ideal?

Seria professora mesmo pois é a única profissão possível que, no momento, não é valorizada e ninguém está mais nela por  dinheiro pois além dos salários pequenos, ainda não são pagos em dia ... portanto ... Se não dependesse de dinheiro:
 Seria professora ...

P. S.
Ainda bem que o fui por  vocação ...
O que  não está dependente do quesito financeiro ...
Fui e seria de novo por amor ...
Não tem dinheiro que pague o prazer de se fazer o que se ama ...




3- O que é mais importante para você neste momento?

SER E FAZER FELIZ...  pois o resto se ajeita com  Deus  no comando da minha vida com Esmero e Proteção .


P.S. Cheguei hoje de viagem (onde procurei ao máximo ser e fazer feliz, como disse acima) e atrasei na postagem... peço desculpas mas fiz com muito carinho pois amo participar de todas dos amigos...





Esperando sentada para receber os salários atrasados para não me cansar... (rs)




Apimentar Passeios e Encantamentos


♥  Botando a cabeça pra funcionar nº31 ♥




Chica, por favor, pimenta não! Please! Help!


Estive na Bahia em Julho e me fartei de comer de tudo que amo... acarajé é tudo de bom...
Caruru, vatapá e outros quitutes deliciosos me deixam sair fora do ritmo normal... entretanto, por gentileza, sem pimenta... já comi na juventude mas, agora, dispenso... por razões de não poder comer apimentados pela saúde... apesar de gostar...


Estando num self servive,
Não hesitei, tudo junto e misturado,
Botei no prato sem cerimônia,
Fiquei em frente a uma baiana trajada a rigor...
Dar as costas? Eu não! Elas sabem de tudo...
Coloquei no prato acarajé, caruru e vatapá...
Feijão baiano e moqueca baiana...
Ai, meu Deus, me regalei de verdade!
Que saudade e quero logo repetir a dose
Pois quem não foi a Bahia, nego (a),
Vá! Lá tem TUDO de bom... Hum!
Mas apimentar?  Só os lindos passeios  pela beira mar
Ver pôr do sol de Jorge Amado e Caymmi
E ser muito, mas MUITO feliz!

(Acarajé famoso)

Volto de lá cheia de axé, cada vez eu por lá vou!
Amo ter sangue baiano nas veias...




"Assim eu comecei a compreender, pouco a pouco, meu pequeno principezinho, a tua vidinha melancólica. Muito tempo não tiveste outra distração que a doçura do pôr-do-sol. "
(Exupéry)









Meu Lugar de Mato Verde




(Gente que ama mato verde, minha família)


(Tela em acrílico que pintei e ofertei ao filho mais velho)


Sonho sempre com um cantinho  lindo de amor,
À margem de uma estrada que seja  um primor,
Lá fora, flores belas, majestosas no jardim e na janela...
Lá dentro, muito carinho no ninho, cumplicidade dele e  dela.



(Chegando de uma viagem e entrando na outra para perto da casinha branca no sítio dos primos e unir-me à família cujos idosos estão aqui representados nesta foto: mãe, padrinho e tia)