segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021

Recomeçar Diário

 



Desperto, muito devagarzinho...

Noites mal dormidas, sem carinho.
Visto-me de imediato, a caminhar,
Muito pertinho de mim está o mar.

Chego próxima dele, ainda na areia,
Saúdo à Mãe do céu, além da sereia.
Um gesto de mãos postas, devoção
Na alma, esperança no dia e no 💙.

Mal posso me conter nas nuances
Diárias e mui belas do nascer do sol.
Cada dia uma surpresa pelo arrebol,
Um colosso é o astro-rei em lances.

Contemplar o romper lindo dos raios
Por entre as nuvens matinais, Senhor.
Que espetáculo lindo, sempre vários!
Um misto de dourado azulado: Amor.



Nenhum comentário:

Postar um comentário