sábado, 22 de janeiro de 2022

Ternura Feminina x Insensibilidade Masculina

 

Elza Soares falecida com 91 anos, no dia 20/01, dia de São Sebastião do RJ, a Voz do Milênio, voz ativa na violência contra as mulheres e preconceito racial dentre outros temas relevantes e sociais. Feminista ativista. Mulher negra, "favelada", oprimida pela cor e seus maridos.

Talentosa, corajosa, sua resistência era cantar... Muita gana de vencer, mãe aos doze, viúva aos 21, viu seus filhos morrerem, seu canto se tornou um grunhido de dor. Experimentou depressão, tristeza, ostracismo. Caetano a resgatou através de uma composição que fez para ela.

A carne mais barata do mercado é a carne negra, dizia uma canção que ela entoava com propriedade.

A Mulher do fim do mundo, foi proclamada.

O samba estava no sangue dela. Negritude, miséria do país, luta da mulher... temas que lhe cabiam gritar. Soube se impor, criar, num mundo tão adverso às mulheres.

Antirracista, antimachista, em favor da liberdade e da arte.

Grande matriz, referência que pode falar das suas dores, testemunhou dificuldades em arte.

Não parava, apesar da sua idade, por último, numa cadeira tipo trono.

Usou a voz para nos ensinar que não devemos ficar caladas em situações deprimentes.

(Um apanhado em base aos noticiários da rede)


Violência contra as mulheres,

Homens de tão pouco caráter,

O feminino sendo maltratado,

O domínio de seres "militares",

A dor de ser humilhada com éter,

Por um sentimento não amado.


Luta diária em detrimento do Amor,

Sentimentos sufocados, pisoteados,

Sensação de abandono, da sem dono,

Numa guerra desmedida sem pudor,

Contracenando com a fragilidade

Da que ama e deseja só a lealdade.


Ela cala, um dia cansa, grita, avança,

Almeja sua Liberdade, quer bondade,

Doa seu coração. Em troca, maldade

Do que menospreza e só despreza

Aquela frágil mulher tão indefesa,

Mata sua ternura com insensibilidade.

(RBezerra)


A violência, seja qual for a maneira como ela se manifesta, é sempre uma derrora.

(Sartre)


"Me deixem cantar até o fim"...

E cantou...


Não faz meu estilo musical, mas as causas que ela defendeu, sim.

Reconhecer seu valor, também.




9 comentários:

  1. Foi uma grande perda musical e parte da história, da luta no que acreditava e lutava ficou marcado!
    Adorei tua poesia, fortes palavras! Nenhuma mulher merece a insensibilidade, grosserias e desrespeito !
    Ternura é o que todas nós queremos sempre!

    E a grande Elza descansou , foi cantar lá no Alto!

    beijos, ótimo fds! chica

    ResponderExcluir
  2. "...Mão, cheia de dedo
    Dedo, cheio de unha suja
    E pra cima de mim? Pra cima de muá? Jamé, mané!

    Cê vai se arrepender de levantar a mão pra mim."

    Dois vídeos de grande intensidade e carga emocional. Desconhecia a cantora, mas ela tinha no rosto marcado todo o seu sofrimento.

    Emocionei-me com o que mana escreveu. Obrigada!<3

    Beijinho grande minha querida, noite serena.

    "Mulher
    do fim
    do mundo
    Eu sou
    Eu vou
    Até o fim
    Cantar."


    ResponderExcluir
  3. Olá, Rosélia! Que homenagem mais linda! Não ouvi muito as músicas da Elza, mas sempre a vi como uma mulher forte e de muita personalidade!

    Achei lindo seus versos. Tristeza vê-la partindo... Mas o ciclo da vida não para! Grande beijo!

    ResponderExcluir
  4. Uma grandiosa interprete que nos deixou. Que descanse em paz.
    .
    Cumprimentos…Sábado feliz
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  5. Bom dia, Rosélia!

    É dor e decepção que gritam com clamor e lágrimas. Carecemos de todos quantos se engajam sem medo de oferecer consolo, conforto, esperança de que o amanhã floresça.

    Nas fraquezas, Deus nos surpreende com Suas forças.

    Beijo!!

    Renata e Laura

    ResponderExcluir
  6. Elza Soares personifica um tanto de lutas que precisamos enfrentar por uma humanidade melhor. Não dá mais para tolerar: Machismo, racismo, preconceito, misoginia e tantas injustiças sociais. Já passou da hora de dizermos não á tanta infâmia. Sobretudo no Brasil de hoje, socialmente mais adoecido do que nunca, precisando debelar uma metástase negacionista, fanática, sombria... O canto de Elza, faz-se o clamor por dias melhores, feitos por gente melhor; correta, fraterna, justa, solidária, verdadeira...

    Um abraço. Tudo de bom.
    APON NA ARTE DA VIDA 💗 Textos para sentir e pensar & Nossos Vídeos no Youtube.

    ResponderExcluir
  7. Mulher de força e coragem
    e que deixa um legado
    maravilhoso.
    Matéria linda.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir