sábado, 15 de junho de 2024

Almas Gêmeas (Série Azul Poema 3)

 





um coração azul, um azul coração,
vestes azuladas, azuladas vestes,
contrastes em sintonia, harmonia,
um beijo receptivo, outro doado.

trejeito brejeiro, encanto sutil,
delicadeza terna, jeito varonil.
meninas irmãs, irmãs tão meninas,
frescura de romãs, são inquilinas.

meninas bonitas, charmosas, finas,
meigas, vivem em cadente inocência.
Completam-se, almas boas se amam,
têm  encantos, flores as adornam.

Trançam laços, adornos nos cabelos
são elos em tons de ornamentação.
Favoritam a amizade, a lealdade,
no tom índigo, cumprem fidelidade.















Jardineiro e Florista (Série Azul Poema 2)

 


Chuva de primavera... Mal assomava o sol à porta, cessava para aparecer as flores do sorriso e a verdura do Amor.
Machado de Assis




São delicados,  muito amados,
Jardineiro e florista cuidados,
Ofertam-se flores em amores,
Inebriam-se como em licores. 

De tons vários,  belas flores
Adornam a lapela e cabelo,
São  arrimo e bom escabelo,
Dão-se conforto e carinhos.

Tocam-se, odores perfumados 
Exalam dos seus corações,
Sutileza em sintonia, magia 
Sabem acolher suas emoções.

Oxalá fossem todos amantes 
Afins como eles, exuberantes 
No aconchego e ternura, amor 
Delicado com cheiro de flor.

 

As ruas se enfeitam...


Tudo vai ganhando cor... e Amor.


Participe também Aqui no Dueto Amoroso entre amigos.

Seja bem-vindo!







terça-feira, 11 de junho de 2024

Salpicos Azulados (Série Azul Poema 2)

 

Póster Natureza-morta

(Olha Darchuk)

Presente da amiga Ailime




Numa ânsia de ternura,
pegou pincéis e tintas,
testou cores primárias,
chegou à linda finura.

Aprimorou seus dotes,
em azulados salpicos,
gostou dos resultados,
tela em flores chiques.

Tons suaves de beleza,
ousou com toda sutileza,
deu o fundo de energia,
ficou pronta sua magia.

Apreciou bem sua obra,
sentiu no coração paz,
se o tempo lhe sobra,
sem pincelar... jamais.