quinta-feira, 14 de abril de 2022

Farrapos da Realidade





O vídeo vi na Ana Freire numa linda postagem dela.

💎〰️💎〰️💎〰️💎〰️💎〰️💎〰️💎〰️💎

Depois de tanto sonhar,
Realidade a se apresentar
Veio como açoite em seu 💙,
Não teve como domar comoção.

Vida fez feio em seu desenrolar,
Trouxe os perigos, mil desafios,
Na superação, pisou em ovos,
Bomba explodiu a amargar.

Sobrevivente de ataques,
Vive em farrapos e achaques,
Refugiada no seu próprio ninho,
Não pode receber um bom carinho.

Guerra cruel da quimera e realidade,
Explosão de sonho e vil crueldade,
A cratera da desilusão do Amar
Fê-la imigrante em seu lar.

〰️🕊️〰️🕊️〰️🕊️〰️🕊️〰️🕊️〰️🕊️〰️🕊️〰️

Haja Paz no mundo, na Ucrânia e em nosso 💙!

 

 


7 comentários:

  1. Triste mas linda tua poesia,Roselia! Paz no mundo e em nossos corações é o que queremos ver e ter! beijos, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Um poema belo, porém, nostálgico!
    --
    No silêncio do tempo...

    Beijos e uma tarde

    ResponderExcluir
  3. Citação, vídeo, poema em harmonia poética perfeita.
    .
    Beijo se for de beijo
    Abraço se for de abraço
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  4. Um poema que muito bem traduz a realidade deste país, no momento... cidades destruídas, vidas e sonhos interrompidos... não sei mesmo avaliar qualquer que seja o resultado desta guerra... se terá valido a pena... tanta destruição, morte e sofrimento... no presente... e para tantas pessoas para o resto de suas vidas, com sequelas físicas e psicológicas...
    Eu contínuo a achar que nunca se esgotaram as vias de diálogo antes de tudo isto começar, com as repercussões de devastação conhecidas...
    Fico feliz que tenha apreciado o vídeo, Roselia... ele de facto reforça a ideia de que todas as guerras são sem sentido... e no fundo, só resultam numa maré de vidas perdidas e mágoas, para os que sobrevivem a tal... os que decidem as guerras, raramente pagam o preço que elas implicam aos que nelas intervêm... por convicção ou forçosamente...
    Beijinhos! Feliz Páscoa, Roselia! Imensamente grata pelo destaque! Conto no fim de semana, passar por alguns dos seus cantinhos com mais tempo!
    Ana

    ResponderExcluir
  5. Olá, amiga Roselia.
    Poema triste, que reflete a realidade desta guerra terrível, que ceifou a vida a milhares de pessoas, e deixou o mundo em sofrimento.

    Esperemos que esta guerra cruel termine rapidamente, para bem de todos nós.

    Votos de um um feliz fim de semana, e Páscoa Feliz!

    Beijinhos, com carinho e amizade.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Apesar da desilusões doídas, a têmpera d'alma se fez fortalecida; superação e renascimento.
    Nisso queremos acreditar e ver acontecer de fato para toda a humanidade.

    Páscoa feliz e abençoada pra vc, Rô, e todos os teus.
    Bjnhus,
    Carminha

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde Rosélia.
    Concordo com as palavras da amiga, Calu Barros...
    Boa páscoa e feriado para toda a família.
    Abraços fraterno.
    Juliana.

    ResponderExcluir