sábado, 18 de setembro de 2021

Saudade

 

 




 

Como não sentir

Lembrança do que se foi

Por tempo indeterminado...

De um lindo amor?

 

Nasceu com a dor

Da separação dos corpos,

Da união dos corações,

Do desejo do mais...

 

Ah! Saudade dolorida,

 Tão derradeira,

Sem esperança de retorno,

Não há espera da bonança...




5 comentários:

  1. Triste a saudade, dolorida,bem justificada... Bela poesia onde esvazias teu coração! LINDA! Ótimo fds! beijos,chica e o quadrinho inicial diz tudo: nunca o esquecmento!

    ResponderExcluir
  2. "...
    São prantos de dor
    Que dos olhos caem
    É porque bem sei
    Quem eu tanto amei
    Não verei jamais."

    Querida amiga Rosélia,
    nada do que possa aqui escrever, vai amenizar a dor da sua saudade.
    Acho que o tempo a vai diluindo e transformando-a num sentimento de gratidão, por tudo que de bom passaram juntos.

    Deixo-lhe um beijinho enorme de conforto e amizade.
    Sinta-o!

    ResponderExcluir
  3. A saudade é sinal de amor.
    .
    Um Sábado feliz … cumprimentos
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  4. Muito bom... Boa tarde , Amiga!
    .
    Se o sol sumir num dia, noutro voltará ...
    .
    Beijo, e um excelente fim de semana.

    ResponderExcluir
  5. Boa noite, amiga, Poeta Rosélia que belo espaço poético e que super poema inspiradíssimo.

    A saudade é um lençol da cor do céu
    bordada com as linhas das nuvens
    que possui os desenhos
    nos diagramas do sol e da lua
    e nos deixa o coração navegando
    no azul colhendo poemas
    como na vida colhemos as flores.

    Assim senti o teu poema.
    Aplausos! Adorei.
    Um bom final de semana
    Se cuida
    bjs de violetas

    ResponderExcluir