sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Chamando-Te!

Enxurrada do bem-estar. 

Projetos novos. 

Alcance a longo prazo.

A água diz-me ao pé do ouvido:

-Estou chamando-te.

-Ei, espere!

Assumi o fato.

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Morar, Residir


Morar bem, residir na paz. 

Prosperidade segura. 

Mente sã. 

Novas perspectivas à tona! 

Sair tranquila na comodidade 

Segurança local.

Viver!

domingo, 24 de novembro de 2013

Alegria Plena


Alegria na mente. 

Oração leve, libertadora. 

Ofício cotidiano, desempenho fecundo... 

Onde meu ser integra-se 

Alegro-me plenamente.

 Hum!

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Despojamento


Alegria no corpo, na alma.

 Fruto de vida com qualidade. 

Primordial nos dias atuais. 

Sem delongas, ser feliz urge! 

Desenvolvida, despojada.

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Esplendor da Criação



Abrigo seguro, temporário. 

Para alguns 'pobres de espírito', 

Singelos, sem ambições desmedidas. 

Paz no abrigo seguro, na alma. 

Esplêndido!


sábado, 16 de novembro de 2013

Paraíso Secreto


Ponta azulada, cheia de encanto, 
Calma, diz-me: 

-Será você melhor 
Do que outras do passado? 

O tempo responde-me que sim, 
Por ora. 

Vivo feliz!

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Arco-íris d'alma


Céu cinzento. 

Sonhos desfeitos. 

Brisa no olhar. 

Cidade fortificada colorida 

Pela alma juvenil da infante lutadora.

 Serei eu? 

Duvido e luto!

sábado, 9 de novembro de 2013

Adolescência à flor da Primavera


Estação florida em curso. 

Indagações e automatizações. 

Certeza do porvir dos sonhos esperançosos 

Do coração de criança 

Que se crê já adulta.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Banho de Amor


Enxurrada de amor,

Banho de ternura,

O amor não mata nem morre.

Exala abundância, 

Cai como cascata em profusão,

Como num turbilhão de amor.

sábado, 2 de novembro de 2013

Rabiscos d'alma


Torço, retorço,  rascunho memórias. 

Alegro-me mais. 

Saldo positivo: tudo valeu a pena! 

Prossigo sonhando. 

Eis que vivo serenamente!

Aleluia!